Noivinhas de Luxo

Vestidos de Noiva com Renda

ir para o blog
Eu adoro vestido com renda! 
A renda simboliza feminilidade, delicadeza, atemporalidade. 
Ela tem sido o tecido favorito das noivas.
O vestido pode ter apenas um detalhe de renda no corpo, ou na saia, ou nos ombros…
Indiscutivelmente, a renda é um elemento icônico no universo dos casamentos.
Existem inúmeras variedades de rendas, cada uma com sua própria trama e aparência.  Eu amo a delicadeza da renda Chantilly, fios fininhos… Mas também a renda Alençon ou Veneziana. Gosto da feminilidade e do efeito singelo da renda para um casamento de dia. Par perfeito para o tule e organza.
Amo também o efeito nobre e importante, quando misturada a tecidos como o tafetá de seda pura ou o zibeline, com bordados, para uma cerimônia de casamento à noite.
Existem inúmeros tipos de renda, que na maioria leva o nome de onde a trama foi criada. (renda de Bruxelas, Chantilly, Aleçon, Milanesa, Valenciana, Veneziana, etc ). Mas existem muitos outros nomes que não tem nada a ver com o lugar de origem, Guipure, Eggshell,  Renascença ( Brasil). A renda não é um bordado. As principais técnicas são a de agulha (uma evolução do bordado) e a de bilro (instrumento de madeira que serve como suporte para a técnica, uma evolução da passamanaria).
A renda nasceu em Veneza, Itália e depois veio para a França de Luis XIV.
Alençon, Argentan e Veneza até hoje são centros associados à renda de agulha. A renda pode ser de ouro, seda, linho, algodão, lã ou mesmo de tecido sintético. 
Vale saber que Saint Pierre des Calais é a região, no norte da França, onde  se produz a maior parte da renda atualmente do mundo.

ir para o blog
love 269 pessoas amaram

Amou?! Deixe um recadinho!

     

Envie este post por email

X