Noivinhas de Luxo

Dicas de Split – Lua de mel na Croácia

ir para o blog


Noiva do Dia – Blog de casamento cheio de amor com dicas, inspirações e fornecedores de confiança para o seu grande dia.

Já estou com saudades de viajar! Mesmo saindo de um feriadão longo (obrigada, carnaval!), nunca me canso de andar por aí, conhecer outros lugares e culturas. Split foi a última cidade que conheci em 2017 e hoje decidi dividir com vocês dicas de como chegar, o que fazer, onde ficar e outras curiosidades super legais sobre a segunda maior cidade da Croácia. Vamos lá?!

De todas as cidades que conheci no final do ano passado, Split foi uma das que menos me atraiu. Não sei dizer exatamente o porquê, tendo em vista que minha câmera está tomada de fotos para contar história, mas gastei menos tempo nela do que eu esperava.

Não tenha pressa em riscar Split do seu roteiro. A cidade é sim super charmosinha, histórica e o Palácio de Diocleciano vale a visita, ainda mais se você é fã de Game of Thrones.

Aproveite para conhecer também Hvar, Brar, Korcula e  Dubrovnik. Pertinho da Croácia temos a Itália, Eslovênia, Montenegro, Albânia e Grécia. Então já fica a dica para os próximos destinos!

Split é praticamente um museu a céu aberto e, merecidamente, foi considerada pela Unesco como Patrimônio Histórico da Humanidade. 

Como chegar

Como Split é a segunda maior cidade da Croácia, perdendo apenas para a capital Zagreb, é relativamente fácil de chegar. Possibilidades: avião, ônibus, trem, balsa e até mesmo de carro.

Onde ficar

O melhor é se hospedar dentro do complexo do Palácio Diocleciano. Achei super interessante que muitas pessoas transformaram seus apartamentos em quartos para hospedagem! Na região esse fenômeno é bem comum. O custo sai mais barato que hotel, então pode ser uma opção para quem está com o orçamento apertado.

Para quem procura conforto, estrutura e uma recepção à disposição, separei duas opções:

Vestibul Palace

É um hotel afiliado à rede Small Luxury Hotels. Tem apenas 6 quartos com decoração moderna e boa localização. É bastante concorrido, então procure reservar com antecedência.

Peristil

Fica localizado ao lado do Silver Gate, no interior do Palácio Diocleciano. Prático para quem chega com malas. Alguns quartos do hotel têm paredes originais do Palácio, e alguns têm vista do Peristilo e da Catedral de St. Domnius.

O que fazer

  • Palácio de Diocleciano

A primeira coisa a se fazer ao chegar na cidade é, com certeza, conhecer o Palácio de Diocleciano. O palácio é um dos maiores e mais bem preservados do mundo romano, com várias construções que datam da Idade Média.

Foi concebido conforme a vontade do imperador, com bastante luxo para a época. Sua construção durou 17 anos. Na aposentadoria, Diocleciano se mudou para o palácio com a família, onde passou a cuidar de seus jardins até morrer de velhice.

O Palácio é, na verdade, um complexo. Hoje cerca de 2.000 locais vivem lá dentro, mantém seus comércios e tudo mais. Uma rua central divide o complexo na ala sul (onde ficava o imperador) e a ala norte (onde moravam os trabalhadores e guerreiros). Essa rua vai do Portão de Ferro ao Portão de Prata. Há também o Portão de Latão (próximo a torre do relógio) e o Portão de Ouro (fechado).

Curiosidades da história do Palácio

Dentro do palácio havia um mausoléu, onde estavam os restos mortais do imperador. Após a invasão cristã, o mausoléu foi transformado na Catedral de São Dônio (Katedrala Svetog Duje), a catedral mais antiga do mundo! Imagina nossa emoção ao entrar nesse lugar!

Infelizmente os restos mortais de Diocleciano foram jogados no mar pelos cristãos e nunca mais encontrados.

O Portão de Latão conduz aos porões subterrâneos, local onde foram filmadas cenas de Game of Thrones. Se você é fã da série talvez se recorde da Cidade de Meireen, onde Daenerys firmou seu reinado por um tempo e também onde mantinha seus dragões.

uma das cenas gravadas no porão.

Na realidade, o porão é cheio de lojinhas, para prestigiar a cultura local.

Foi também em Split, mais precisamente na rua Papaliceva, onde filmaram a cena da rebelião dos escravos de Meireen. E eu passei por lá!!!! #pirandoem321

Há também o campanário que dá acesso a uma vista panorâmica da cidade. Não foi fácil subir aqueles lances intermináveis de escadas estranhas (nossa amiga não deu conta), mas valeu muito a pena! Gravei alguns stories pra vocês de lá. Confiram no @noivadodiaoficial.

Se subir, melhor não olhar para baixo!

O campanário demorou 400 anos para ficar pronto. Contou com a colaboração da Hungria, Veneza e Áustria.

A principal praça do Palácio é a praça Peristilo. No verão as escadarias ficam repletas de turistas até o pôr do sol. Diariamente acontecem encenações e shows de música tradicional da Dalmácia. Pena que nossa visita foi no outono! :(

Torre do relógio. Curiosidade: Esse relógio é o único no mundo a marcar 24h!

Templo de Júpiter

Do outro lado da Catedral de São Dônio (atravessando o Peristilo) fica o Templo de Júpiter. O templo romano mais bem conservado da Europa. Foi construído no século VI e na Idade Média se tornou o Batistério de São João.

O templo de Júpiter abre para visitação de segunda a sábado, das 8h às 19h, e aos domingos, das 12h30 às 18h30. O ingresso custa 45 kn (moeda local) e dá acesso ao templo, a Catedral, ao tesouro, a torre dos sinos e a cripta.

Esfinge que guarda o batistério
Túmulo do bispo JoãoTanque batismalTeto do batistério Estátua de São João

Riva

Riva é como se chamam os calçadões à beira-mar. A de Split é diferente de todas que já vi. Com restaurantes, bares e bistrôs um do lado do outro, mesinhas de frente para o mar e um calçadão bem largo onde as pessoas de fato prestigiam. Vi várias mamães passeando com seus bebês ao pôr do sol que, aliás, é um espetáculo!

Maquete em bronze do complexo do Palácio de Diocleciano (mais alguém lembrou da entrada de Game of Thrones?)

Outro local muito bacana que visitamos foi a feirinha na entrada do Palácio Diocleciano, do lado do Golden Gate. Souvenires, belas frutas, verduras, legumes e flores são fáceis de encontrar. O preço não é tão atraente, mas dá para pechinchar!

Espero que tenham gostado das dicas! Ainda tenho mais 2 destinos incríveis para compartilhar com vocês (um nacional e um internacional – quem adivinha?) antes de encerrar minha temporada de viagens.

 

Confira também:

 

Um dos lugares mais lindos que já conheci: Kotor

Roteiro de um dia na charmosa Bari (Itália)

 

ir para o blog
love 6 pessoas amaram

Amou?! Deixe um recadinho!

Envie este post por email

X