Noivinhas de Luxo

Como escolher um buffet para mini wedding

ir para o blog

Confira nossas dicas de como escolher o buffet mais adequado para seu tipo de casamento

Escolher o buffet e o tipo de serviço apresentado é uma das principais tarefas da organização de um casamento, junto a escolha da data e do local, é um dos primeiros itens na hora de se começar a pensar no grande dia. Se para casamentos maiores já é um desafio escolher o buffet, para mini weddings essa tarefa também não é das mais simples. Isso porque, no mini wedding pressupõe-se que a escolha da comida é ainda mais apurada, íntima e deve ter tudo a ver com o estilo dos noivos.

Na hora da escolha, é preciso antes de tudo definir qual vai ser o estilo do casamento: é uma festa mais despojada ou um casamento intimista mais formal? Se engana quem pensa que mini weddings são sempre informais, é possível fazer uma comemoração bem íntima com todo o requinte.

Definindo-se essa parte, é hora de pensar em outros detalhes tais como horário da festa, quantidade de convidados, localização (um casamento na praia pede um cardápio mais fresco, no campo podemos usar mais pratos quentes, etc), idade média dos convidados (quando há a presença de muitos jovens, o jantar não pode ser serviço muito cedo, e quando tem muitos idosos, o contrário) e, claro, qual o investimento que será usado para o buffet.

Confira as dicas para o buffet ideal para cada horário:

Brunch: Se o casamento será de manhã, que tal investir em uma mesa de brunch ao invés de servir pratos elaborados? O brunch é indicado para cerimônias mais leves e informais, e pode ter desde pães, bolos, doces e frios até alguns fingerfoods para os convidados. Para beber, além de chá, café, sucos, água, etc, invista em drinks refrescantes como espumante, vinho branco, mimosa, bellini, entre outros.

Almoço: Para mini weddings no fim da manhã, nada melhor que recepcionar seus convidados com um belo almoço! Esse horário pede refeições mais leves, com saladas variadas, peixes, massas com molhos frescos e carnes leves. O serviço pode estilo americano (self-service), que permite que cada convidado escolha a quantidade de comida que preferir, evita desperdícios e não deixa o ambiente com cara de muito formal.

Jantar: Se a cerimônia será no fim da tarde ou começo da noite, o serviço pode começar com um coquetel volante com fingerfoods, que antecedem o jantar. Aqui, é muito importante definir e dosar a formalidade do seu casamento. Você pode optar tanto pelo serviço self-service quanto pelo serviço empratado e à inglesa (o garçom vai até a mesa e serve cada convidado).

Tipos de serviço disponíveis:

Buffet americano: como expliquei ali em cima, esse é o famoso self-service. Não necessita de muitos garçons no salão, mas nesse serviço é necessário ter lugar a mesa para todos os convidados, pois geralmente é necessário apoio na hora de comer.

Empratado: esse serviço é indicado para recepções formais, todos os pratos já saem montados da cozinha, e o garçom leva para cada convidado. É importante na hora de montar o menu, pensar em possíveis intolerâncias alimentares dos seus convidados (lembre-se, num mini wedding só serão convidadas pessoas próximas, então, é imprescindível que o serviço seja muito cuidadoso), e no dia da festa, deixar um cardápio em cada mesa para que os convidados já possam avisar aos garçons de antemão sobre substituições.

Serviço à inglesa: esse também é um serviço mais formal, mas nele os garçons passam a mesa com a comida para ser servida em cada prato. É um serviço que exige alta rotatividade dos garçons para que nenhum convidado fique esperando muito tempo para começar a comer.

Fingerfood: o fingerfood é um tipo de serviço que tem crescido muito e é uma opção mais despojada, onde as comidas e os aperitivos são servidos em pequenas porções aos convidados, que podem comer em qualquer lugar, sem a necessidade de estar sentado à mesa. Esse é um serviço ótimo para quem quer uma festa com balada, pois só é preciso montar algumas mesas e a maioria dos convidados pode facilmente comer de pé, ou sentada em bancos e lounges montados pelo salão. Além disso, o jantar não precisa ser servido em um horário específico, pois os garçons ficarão andando o tempo todo e cada convidado come na hora que tiver vontade. Outra opção são as ilhas de fingerfood, onde cada convidado pode ir e se servir a hora que quiser.

Exemplo de ilha de fingerfoods

Bolo e Champagne: essa é uma opção bem bacana para quem quer uma recepção rápida após a cerimônia. Ele pode ser servido na igreja ou no salão, e depois do brinde, são servidas as fatias de bolo com champagne para os convidados. É um tipo de serviço para quem quer economizar e ainda assim confraternizar com os convidados após o sim!

 

Após tantas dicas, você conseguiu escolher qual a melhor opção para o seu mini wedding?

Conta pra mim nos comentários!

Beijos <3

 

 

 

ir para o blog
love 10 pessoas amaram

Amou?! Deixe um recadinho!

     

Envie este post por email

X