Noivinhas de Luxo

Casamento Real – Charlene e Osmar

ir para o blog


Sempre que escrevo aqui sobre um casamento que realizei é contando meu ponto de vista sobre ele, mas, dessa vez, resolvi dar voz à noiva e deixar que ela mesma conte o melhor sobre seu grande dia. Nada mais romântico que esse relato, visto que é certamente dela a maior vivência de sua celebração e festa, bem como na imersão para a produção.

Ao casal Charlene e Osmar, só tenho elogios. É evidente o amor e cumplicidade entre eles, como também a alegria em dividir esse momento com seus amigos queridos e familiares. Eles já moravam juntos há algum tempo, mesmo assim, queriam reafirmar seu compromisso e celebrar sua história até ali, como disse a própria noiva. Confira essa linda história de amor, sob o olhar da noiva!

 

 

1.Como se conheceram?

Conhecemo-nos em 2008 através de um amigo em comum. Na época, as redes sócias eram o Orkut e o Messenger, então, passamos a nos falar utilizando o segundo e descobrimos que tínhamos, na verdade, vários amigos em comum por causa de uma comunidade do Orkut.

Foi em Janeiro de 2009 que saímos juntos pela primeira vez.

 

2.Como foi o pedido de casamento?

O pedido de casamento foi em 2016 durante uma viagem para Punta Cana. Eu não  imaginava, muito menos esperava, já que morávamos juntos há algum tempo, e eu nunca fui de sonhar com casamento.

Ele fez um vídeo especial mostrando um pouco da nossa história e no final me pediu em casamento com um lindo anel de noivado.

 

 

3.Por que casar se já moravam juntos?

Nunca demos importância para essa convenção social, na qual os casais se casam primeiro para depois poderem morar e iniciar uma vida juntos. Para nós, o casamento foi uma forma de reafirmar o nosso compromisso um com o outro. A festa foi pensada para celebrar toda a nossa história juntos, nossos momentos já partilhados e, também, dividir tudo isso com as pessoas que amamos e são importantes pra nós.

 

 

4.Conte-me um pouco sobre como foram os preparativos para o casamento.

Começamos a buscar o buffet em setembro de 2016, logo após o pedido de casamento. Visitamos mais ou menos quinze lugares. Após pesquisar bastante, pois o noivo é muito exigente, e também porque queríamos algo que fosse realmente especial, escolhemos o Buffet América. Ele ganhou nosso coração, pelo espaço, decoração, localização e a facilidade com que ele viabiliza diversos serviços, além da comida maravilhosa.

Com um ano de antecedência fechamos o buffet e começamos os demais preparativos.

O próximo passo foi buscar uma assessoria, que – e como ficou comprovado -, sabíamos ser essencial! Logo que encontrei a GS. Assessoria, no site Casamentos.com.br, senti que tinham o perfil de trabalho desejado e, assim, fechamos.

Com relação a todos os preparativos, envolvemo-nos a fundo em cada detalhe, pois fazíamos questão de que tudo saísse do nosso jeitinho. Foi uma saga até para achar as forminhas dos doces, um modelo ideal que fosse realçar ainda mais a decoração.

 

 

O nosso monograma foi desenvolvido pelo próprio noivo, depois de ele ter feito 47 desenhos (sim, 47! kkkk). Tanto a retrospectiva, como também o convite, foram idealizados e produzidos pelo supernoivo. Ele editou intermináveis vezes o vídeo até a perfeição. O convite, buscou combiná-lo com os detalhes da decoração e estilo da festa.

Fomos provar diversos doces para encontrar o bem casado ideal e ainda aumentar a quantidade dos doces já oferecidos pelo buffet, pois sabíamos que nossos convidados eram verdadeiras formigas e queríamos que sobrasse doces para que todos pudessem levar um pouco para casa, o que de fato aconteceu.

 

 

Passamos um dia inteirinho em reunião com toda a equipe do Buffet América para acertar todos os detalhes: decoração, comida, cronograma, disposição de móveis etc. Foi cansativo, mas inesquecível.

E o mais especial do pré-casamento foi ensaiar nossa dança todas as noites na sala de nossa casa!

 

5. Quais os momentos mais marcantes do casamento?

 

 

Foram muitos, mas vou destacar cinco:

A entrada do filho do Osmar, durante a cerimônia, carregando uma lembrança do avô, pai do noivo, que não está mais presente entre nós.

A minha entrada, seguida do abraço entre meu pai e o noivo.

 

 

Os votos, que lemos um para o outro na cerimônia.

A entrada dos nossos cachorrinhos Janis (que não está mais conosco) e do Bob, trazendo as nossas alianças, levados pelo Valter, um grande amigo nosso e apoiador do nosso relacionamento.

Por fim, é claro, a nossa dança, que tanto ensaiamos!

 

 

Linda história, né!

Se você também tem uma linda história de amor e gostaria de compartilhar com o mundo, escreva-nos.



ir para o blog
love 4 pessoas amaram

Amou?! Deixe um recadinho!

     

Envie este post por email

X